domingo, 14 de novembro de 2010

Laboratório Urbano

♫ Largado na cidade, eu paro e reparo como é capaz ...♫




E se é... esses dias tenho trampado na rua, divulgando o curso de um amigo meu. Estar do lado B, ou seja, fazer parte da cena ao invés de ser só mais um entre os milhões de peças provisórias que passam diariamente, te dá a oportunidade de ver as coisas sob outra óptica, de ter uma experiência urbanóide-humana.
A partir disso, começam a surgir os questionamentos e considerações a respeito disso. As ruas são verdadeiros observatórios do comportamento humano.
Conheci um coroa incrível, que falou comigo sobre fraternidade... sobre sermos todos iguais perante a Deus e ao Universo e que é perda de tempo ficar se dividindo em rótulos... que somos tudo ser humano, então é tudo igual... nada de raça, classe social ou o que quer que seja ser ou não ser superior... Enfim, foi uma conversa meio que rápida, mas curti muito!
Uma coisa superestranha, é que ali pude perceber que há pessoas que fazem questão de ser antipáticas e esnobes. Eu só não entendo o porquê disso tudo. Pra quê? Pra auto-afirmar e exibir seu conceito furado de superioridade social, estético, intelectual?
Infelizmente, essa é uma das faces da nossa realidade: As pessoas se definem pelo que possuem e não pelo que são de fato. O advogado ou diretor, que fica indignado quando não é chamado de doutor, porque a identidade dele agora se resume a isso, seu título ou profissão.

Só queria saber quando as pessoas vão perceber que o que importa é o que somos e não o que possuímos. Que quem gosta da gente de fato não vai deixar de gostar se ontem éramos ricos e hoje já não somos, se éramos populares e hoje já não somos. Tem tanta gente que não tem nada de material a oferecer e vive cercada de amigos, não é verdade? Enfim...
Mais sobre a mente humana é papo pra outra hora... :)

¡ Hasta la missión!

1 comentários:

Paulo Braccini disse...

o ser é assim ... nós todos de alguma forma tb somos assim ... uns mais outros menos ... gosto dos q são menos e acho q me incluo nesta turma ... mas enfim ... sou um urbanoide por excelência e gosto disto ...

bjux

;-)

Postar um comentário