domingo, 23 de maio de 2010

Agonia e Êxtase





Muita, muita agonia, quase ou nenhum êxtase... mas melhor deixar isso pra lá, né? Ou não... melhor exorcizar logo os fantasmas, colocar pra fora... Sensação enorme de cansaço, de estar no limite das forças, de querer jogar tudo pro alto, chutar o balde.. SUMIR!
Mas as coisas não são tão simples assim...
Ah, pode parecer meio revoltado, quase que da boca pra fora, mas a partir de agora é realmente cair na real, deixar de acreditar nessa história de conto de fadas, sacas? Acreditar que a Humanidade é podre e que às vezes as pessoas se aproximam e te fazem sofrer propositalmente... que te levam ao Céu, e depois por puro prazer te levam ao Inferno! Cansado disso, meo! De dar o meu melhor, de fazer o máximo pelos outros e só me ferrar como recompensa.
Seria crime? Ou castigo? Mas por que castigo? (...)

1 comentários:

Paulo Braccini disse...

Agradecendo e retribuindo o carinho da visita ...

A vida do SER é sempre pautada por esta dualidade da agonia e do êxtase ... é fato q muitas vezes tais circunstâncias são geradas por outros SERES em nenhum propósito ou razão de ser ... fazer o que? fato ...

Gostando muito de como vc coloca em evidência suas emoções e sentimentos ... parabéns ... voltando mais vezes ... seguindo e linkando ...

bjux

;-)

Postar um comentário