sábado, 18 de dezembro de 2010

Super-Herói




                  Nos últimos dias tenho pensado muito sobre os conceitos que a gente carrega durante a vida. De onde eles vieram? Quem os inventou? Como ou por que motivos foram criados? E será que nos prendemos a eles por que acreditamos de fato ou pela ausência de uma alternativa melhor? Será que a alternativa melhor abalaria as estruturas da convicção secular?
                Quem inventou que o amor só existe quando é o amor padronizado pela sociedade,  por pessoas de mesma raça, classe social, entre homem e mulher?
                 Quem inventou que pra ser bonito tem que estar dentro dos padrões de moda e beleza? Aliás, quem criou a padronização?
                  E quem disse que super-herói  é aquela pessoa super sarada com super poderes que sempre salva o mundo das ameaças mais surreais, destroem monstros intergalácticos ou salvam a princesa do castelo encantado?
                Pra mim herói é o cara que diariamente vence as adversidades da vida com dignidade e com um sorriso no rosto. Que apesar da vida e do salário sofrido, faz das tripas, coração pra ver o filho numa boa escola, pra ter uma boa educação, ter caráter. É o cara que nem passando necessidade sucumbe a se aproveitar da desgraça alheia em benefício próprio. São pessoas que lutam em prol de alguma causa, mesmo sabendo que caso se omitissem, não seriam prejudicadas por aquilo. São os que se doam sem esperar nada em troca. São aqueles que depois de um dia cão, chegam em casa com um sorriso no rosto, cuidam e se interessam pelo bem-estar dos seus.
                Heróis pra mim são as pessoas que se sacrificam em nome de um ideal maior e mesmo sob o comando de ditadores, ousaram bradar e questionar tudo o que não se encaixava e era injusto, alguns sem nem precisar derramar sangue pra isso.




                                Aqui fica minha sincera homenagem a :


Jesus Cristo, Mahatma Gandhi, Madre Teresa, Martin Luther King Jr., Chico Mendes, Irmã Dulce, Profeta Gentileza, Che Guevara, Joana D'Arc, Anita Garibaldi, São Francisco de Assis, Maria e a todos aqueles que mesmo no anonimato, mesmo sem estar no hall da fama da História Mundial lutaram pra nos deixar um legado de paz e fraternidade. Ou que simplesmente decidiram ousar e lutar por seus objetivos em prol de algo maior.


                  E fica a pergunta. Qual o seu conceito de herói ou pessoa bem sucedida? Alguém que vive financeiramente bem, com dez carros na garagem, milhões de ações na Bolsa de Valores? Alguém que tem todas as pessoas aos seus pés, mesmo que por interesse? Ser alguém famoso? Ter o corpo daquela atriz magérrima?

                Você nunca parou pra pensar que talvez haja falhas no seu conceito e que ele precisa se reciclar?
                Nunca parou pra pensar nas coisas que você fez quase que automaticamente durante toda a sua vida e que não fazem sentido nenhum pra você?
Pensa um pouquinho vai?




E valorize quem realmente merece...
#ficadica!






:)     

1 comentários:

Paulo Braccini disse...

Suas imagens definem bem o q é ser herói ... quem é herói ... herói está diretamente na relação do SER com o natural e com a simplicidade ...

bjux

;-)

Postar um comentário